Rua Catequese 1171, 5° andar | Bairro Jardim - Santo André
  +55 11 2669.4700
+55 11 2669.2311
FaceBook E-mail
 
 
BAROPODOMETRIA (TESTE DE PISADA)

AVALIAÇÃO BAROPODOMÉTRICA 

 
A baropodometria, o famoso, porém não tão simples como os realizados antigamente, teste de pisada, é uma avaliação primordial para quem pratica esportes, atividade física, ou possui algum desconforto na região do pé, joelhos, quadril ou coluna após pequenas caminhadas, longos períodos em pé ou durante a prática esportiva.
 
Através da análise biomecânica da marcha, e da forma de pisar do paciente, podemos avaliar melhor, realizar um diagnóstico funcional do problema, e tentar diminuir as sobrecargas sobre as estruturas anatômicas. 
 
Trata-se de uma plataforma eletrônica com o sistema Frances FootWork que possui mais de 2700 sensores capacitivos piezoeletrônicos e barosensíveis. Essa plataforma possui a mais alta concepção tecnológica e junto a um software especifico, consegue analisar de maneira especifica as imagens coloridas projetadas no computador, bem como os dados estatísticos para analise profissional necessária a ser realizado um diagnóstico.

A Baropodometria Computadorizada permite que o fisioterapeuta realize uma avaliação biomecânica individualizada, tendo acesso as variáveis como o tempo e distribuição de contato do pé com o solo, tipos de pés, pressões máximas e medidas estabilométricas, que são de extrema importância tanto na determinação da escolha do tipo de palmilha, como na fabricação da mesma.
 
O laudo consiste em dados estatísticos, documentando detalhadamente os planos biomecânicos e todas as informações para que se estabeleça um diagnostico dos desequilíbrios do aparelho locomotor.

A Baropodometria tem como objetivos:

 
  • Identificar os tipos de pés (cavo, plano ou normal) e tipos de pisada (supinada, pronada ou neutra);

  • Identificar os picos de pressão plantar e tempo de contato com o solo durante a marcha;

  • Identificar as rotações de quadris e o deslocamento do centro de gravidade do corpo e dos membros inferiores individualmente,

  • Identificar as áreas de maior risco para o pé;

  • Identificar as alterações biomecânicas das articulações dos pés, tornozelos, joelhos, quadris e coluna vertebral;

  • Analisar a dinâmica da marcha bem como a distribuição das cargas de pressão durante as fases do passo;

  • Auxiliar na prescrição e confecção de palmilhas posturais e ou esportivas personalizadas.

 
 
Sua avaliação é importante (Nota: Sem avaliação):