CORD - Clínica de Ortopedia e Recuperação Desportiva
Rua Catequese 1171, 5º andar | Jardim - Santo André/SP (11) 2669.4700 | (11) 2669.2311

CANELITE

O termo "canelite" se refere a uma dor ao longo do Tíbia, o osso maior e mais frontal da perna. É muito comum em corredores, futebolistas, dançarinos e soldados. Cientificamente denominado Síndrome de Estresse Medial da Tíbia ou também Periostite Tibial, normalmente ocorre em atletas que recentemente intensificaram ou modificaram sua rotina de treinos. Os músculos, tendōes e o osso começa a sofrer uma sobrecarga devido ao aumento da atividade, ou seja, a "canelite" é causada por stress repetido na perna.

As pessoas que estão em maior risco são: corredores (especialmente os iniciantes), jogadores de esportes de campos ou quadras duras, corredores de montanhas, militares em treinamento e pessoas com pé plano (chato) ou pé muito cavo ( arco muito elevado)

Os sintomas mais comuns são: sensibilidade ou dor ao longo da perna, inicialmente relacionada a esforços e posteriormente até em repouso, inchaço leve, podendo haver vermelhidão local.

No início a dor desaparece com o repouso, mas com o passar do tempo ela pode se tornar contínua.O diagnóstico é feito com a história clínica do atleta e exame físico. Um exame de imagem auxilia na verificação da extensão e grau de acometimento, principalmente quando já há suspeita de fratura por stress.

A maioria dos casos pode ser resolvida com repouso, gelo e medidas sintomáticas. A fisioterapia oferece recursos que podem auxiliar ( www.fisioterapia.pro ). Utilizar um calçado apropriado ou modificar a rotina de exercícios pode ajudar a prevenir a recidiva. O retorno ao esporte deve ser gradual, pois se a "canelite" não estiver totalmente curada as dores voltarão.

Para prevenir a sua ocorrência sugerimos:

  • -   Escolha o calçado mais adequado ao seu esporte e à sua carga de treinamento.

  • -   Utilize palmilhas se necessário, e para isso recomendamos a todos uma baropodometria (teste de pisada) antes de iniciar os treinos.

  • -   Evite impactos constante. Alterne treinos em terrenos duros com treinos com menos impacto, tipo natação ou bike.

  • -   Fortaleça sempre a sua musculatura.

  •  

Conheça melhor seu médico.